sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Voltando para minha eterna solidão


Ao chegar o fim do dia sinto que o tempo está mesmo se acabando. A partir de amanhã retorno para a minha angustiante realidade, onde a rotina irá consumir minuto a minuto cada pedaço de mim.

Deixo para trás os meus dias completos de atividades, alegrias e satisfações e volto para a árdua tarefa de fazer unhas, depilar pernas e pagar contas. Tenho que enfrentar novamente trânsito pesado, motoristas deselegantes e mau atendimento no comércio.

As conversas voltam a ser as mesmas e logo mais as lembranças dos dias ensolarados serão apenas recordações distantes. Mais uma vez terei longos diálogos comigo mesma por falta de com quem conversar. As tardes serão intermináveis e as noites cheias de compromissos que não quero cumprir.

Volto a ser eu mesma com a àquela que considero a mais difícil tarefa que sempre enfrentei: preencher esse imenso vazio que há em mim.

2 comentários:

  1. Solidão na multidão, né? Um dos males dos nossos dias...

    E gostei do blog. Escrever sem compromisso é muito bom. Passarei mais vezes...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, Robledo... será sempre bem vindo.
      Abraços

      Gaby

      Excluir

Seja um personagem dessa história, dê o seu pitaco. No final do comentário tem um espaço para inscrição... clica lá para acompanhar a conversa, pois eu sempre respondo quem aparece por aqui. Muito obrigada pela participação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...